quinta-feira, 30 de abril de 2009

Politicas de Segurança

Os espaços que dispõe de acesso pago ou não à Internet, deveriam obrigatoriamente ter afixado, vários documentos para consulta dos utilizadores, a saber, um regulamento que rege a dinâmica desse espaço, onde estejam contempladas as possíveis ocorrências que possam ter lugar. Deverá também estar afixado um documento que indique o tipo de sistemas de protecção que esse local utiliza para proteger os dados dos utilizadores bem como a periodicidade de actualizações de software e limpeza das máquinas.
Claro está eu nada disto é, infelizmente, obrigatório, porque a legislação é completamente omissa para além de que as autoridades estão completamente a montante destas questões, não existindo absolutamente nenhuma preocupação nestas questões da segurança, no que concerne ao utilizador comum, como foi o caso do Magalhães, que recebeu à pressa a instalação do “Parental Control”, que tem dado água pela barba aos, pais, às escolas e aos pequenos que ficam sem poder utilizar o PC.
Daí que seja importante conhecer as politicas de segurança deste tipo de locais, por conseguinte as recomendações que deixamos, são as seguintes:

1. Verifique se existe alguma informação afixada relativa a esta temática nos espaços que fornecem Internet e que os seus filhos possam frequentar.
2. Nos Espaços Internet e Cibercafés, questione os responsáveis sobre as politicas de segurança, bloqueio de sites, monitorização.
3. Verifique a periodicidade das actualizações de software, de browsers, de antivírus, de anti spyware, de anti Phishing e de anti rootkit.
4. Verifique a periodicidade da manutenção das máquinas, aconselha-se que máquinas de espaços públicos sejam limpas uma vez por semana (requisito mínimo).
5. Nas escolas, verifique se existem politicas de segurança implementadas no acesso das crianças à Internet, junto do Administrador de Rede das Escolas, verifique se existem sistemas de bloqueio e ou outros sistemas de segurança como filtros e monitorização da utilização.
6. Nos HotSpots dos Municípios e ou Juntas de Freguesia, interrogue os Administradores de Rede desse tipo de serviços sobre as politicas de segurança que utilizam.
7. No local de trabalho, alerte os seus superiores, para esta temática.
8. Seja pró activo na defesa da utilização segura da Internet, envolva a comunidade onde reside.
9. Mantenha-se actualizado em relação a este tipo de questões.
10. Recorra às autoridades sempre que seja vitima de algum tipo de crime informático.


protejainternet@

Nenhum comentário:

Postar um comentário