segunda-feira, 11 de maio de 2009

Cyberbullying o perigo virtual que é real!

“Termo recente que ainda não entrou no vocabulário português. Bullying define actos premeditados e repetidos de violência física ou psicológica, praticados para intimidar ou agredir alguém, começa lentamente a entrar nos ouvidos da opinião pública. Actividade que sempre existiu, quem não se lembra de na escola ter aquele colega ou colegas rufiões que batiam em toda a gente. O Cyberbullying permanece na sombra, num território que só é desvendado quando se pesquisa sobre a matéria ou quando essa prática nos bate à porta. No cyberbullying recorre-se à tecnologia para ameaçar, humilhar ou intimidar alguém através da multiplicidade de ferramentas da nova era digital. Redes sociais da Internet, sites de partilha de fotos, imagens de telemóvel, gravações MP3, têm servido para desvirtuar a realidade pondo em causa a intimidade e a reputação. Em Portugal, também há jovens que são vítimas de cyberbullying. Vivem aterrorizados que os colegas da escola descubram as mentiras fabricadas, têm medo de contar o que estão a viver. E, na maioria dos casos, o agressor esconde-se sob a capa do anonimato.”
Adaptado de www.educare.pt

Na verdade o cyberbullying, está em crescendo, infelizmente, pais, escolas e autoridades prestam muito pouca atenção a esta questão. As escolas são locais cada vez mais perigosos, onde as crianças, estão submetidas a algozes que muitas vezes pouco mais idade têm que as vitimas. O cyberbullying, é regra geral menosprezado e apoucado, pelas escolas, que preferem fazer como a avestruz e enterrar a cabeça, as autoridades infelizmente, pouco atentas(ler artigo do Jornal "Sol") como estão escudam-se na defesa dos incapazes, na desculpa sempre utilizada, do caso pontual, que significa que na realidade, essas mesmas autoridades nunca perderam um minuto sequer a discutir o assunto.
Os pais, por imensas razões, desleixo, desconhecimento ou simples incúria, deixam muitas vezes os sintomas e os problemas que surgem com esta situação passar-lhes ao lado, os pais das vitimas, sentem-se indignados e desprotegidos, os pais dos agressores optam pela desculpabilização dos criminosos que muitas vezes dada a impunidade prevaricam uma e muitas vezes, nesta cultura de laxismo, as vitimas muitas vezes optam por tentativas de suicídio e por fugas, tornando uma má situação em algo ainda pior. Esteja atento o cyberbullying existe e acredite que não acontece só aos outros.

protejainternet@

Um comentário:

  1. http://tecido_humano.blogspot.com
    http://pirategamerz.blogspot.com
    http://piratemoviez.blogspot.com

    ResponderExcluir