terça-feira, 11 de maio de 2010

Sítios perigosos!


Um dos problemas da utilização da Internet nos dias de hoje, centra-se na clivagem existente, entre os conhecimentos informáticos dos pais e os conhecimentos informáticos dos filhos. Num combate claramente ganho pelos últimos, cujos conhecimentos médios suplantam os conhecimentos dos progenitores, isto por si só não seria grave caso as crianças, não utilizassem esses conhecimentos para ludibriar os pais e fazerem uso de portais Web com conteúdos muito pouco aceitáveis.
Uma outra questão relacionada radica na diferença que existe entre o que os pais acham que os filhos fazem na Internet, e aquilo que os filhos verdadeiramente fazem na Internet, sendo que é um erro dizer “o meu filho ou filha nunca faria isso”, é um erro que por vezes se paga caro.
Neste âmbito entram uma série de sítios da Internet, umas boas e largas centenas senão milhares que se dedicam à pornografia recorrendo às personagens dos desenhos animados, neste capítulo há para todos os gostos, das Winx, aos Simpsons, do Scubidoo aos Estrumfes, passando pelo Pato Donald e pelo Homem Aranha e à inevitável Mangá e Hentai, é uma verdadeira praga em sinal aberto ao dispor de todos bastando um pequeno clique para abrir todo um mundo sórdido, porém apelativo aos olhos de quem se deslumbra com a bonecada e está numa idade em que o sexo desperta todas as curiosidades.
É uma situação preocupante para a qual, as autoridades parecem não ter nem querer, nem muito menos ter qualquer interesse em resolver, esta questão deveria preocupar as nossas autoridades, no entanto não existe legislação, nem muito menos qualquer directiva para impedir este tipo de conteúdos. O perigo que representam, estende-se desde logo à exposição a conteúdos impróprios, numa fase de crescimento em que o cérebro e personalidade estão em processo de estruturação, com consequentes problemas que daí podem advir, como sejam os comportamentos de adicção e obsessão como também à questão financeira, pois podem despoletar gastos substanciais em utilização de Internet.
Resta aos pais, estarem atentos e despertarem para uma realidade que por vezes lhes escapa, mais uma vez se recomenda uma atitude mais interventora junto de todos os locais onde existam acessos à Internet, escolas, hotspots, cibercafés, espaços Internet e outros, para indagar junto dos responsáveis desses locais sobre que políticas de segurança existem para prevenir e obstar a este tipo de conteúdos.
Abaixo podem ver alguns exemplos dos conteúdos absolutamente vergonhosos que estão ao dispor das crianças, e atenção porque nem sequer são dos piores exemplos!





@protejainternet

Nenhum comentário:

Postar um comentário