segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Pensa Antes de Publicar!

video

Este vídeo traz um alerta muito importante, o da salvaguarda da privacidade, poderiamos aqui utilizar um antigo adágio que diz " quem não quer ser lobo, não lhe vista a pele", assenta como uma luva neste tipo de ocorrências.
A privacidade e a protecção de dados pessoais deveriam ser regras de ouro nesta nova fronteira das tecnologias, infelizmente não são! Os casos de gente adulta que adora expor-se e expor os seus filhos é uma gritante falta de senso para não dizer uma completa falta de tino. As pessoas continuam a não entender o quão grave pode ser facultarem a pessoas menos escrupulosas acesso em sinal aberto a informações pessoais, a fotografias e a vídeos. A Internet caso ainda não tenham percebido já passou a idade da inocência, este é um alerta que todos deveriam ter em mente. O grau de sofisticação dos ataques e os malefícios que podem advir de uma sociedade globalmente ligada pela informática, estão agora a ser descobertos e abrem portas que ultrapassam largamente a imaginação dos utilizadores comuns.
Preserve a sua privacidade e a dos seus, NÃO PUBLIQUE SEM PENSAR, PENSE ANTES DE PUBLICAR!

@protejainternet

terça-feira, 21 de setembro de 2010

O Phishing!



Os esquemas de Phishing estão na ordem do dia, cada vez mais casos são relatados e cada vez mais queixas são apresentadas às autoridades. As instituições bancárias e similares, moveram as suas influências e fizeram aprovar legislação que exime essas instituições de ressarcir os clientes lesados por esquemas fraudulentos de roubo de identidade.
De novo o cidadão está desprotejido, em relação aos criminosos. O phishing é um esquema que depende em muito da ingenuidade, fracos conhecimentos e ou ignorância do utilizador, para dar frutos, por isso nunca é demais voltar ao tema e aconselhar as pessoas a tomar real atenção à utilização que fazem da Internet, e mais que tudo a serem agentes colaborantes na sua própria defesa, divulgando as boas práticas e denunciando os casos de fraude com que se possam deparar. Veja a apresentação que lhe preparamos para o ajudar a ter uma atitude mais consciente em relação ao uso fraudulento da Internet.









@protejainternet

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Browsers para crianças - 3

A proposta de hoje é o browser ZAC, uma ferramenta de instalação gratuita que foi desenvolvida para ajudar crianças portadoras de síndromes do espectro autista, é um browser concebido para ajudar os educadores e cuidadores de crianças autistas a desenvolver as suas capacidades.

1. Comece por digitar o endereço http://www.zacbrowser.com/, na barra de endereços do seu navegador.


2. Na página de entrada do sítio, encontram-se os links para o download do software, escolha a versão indicada (1) dado que é a opção com ferramenta de instalação.


3. Depois de clicar no atalho para download, surgirá uma caixa para fazer o download deverá clicar na opção [GUARDAR FICHEIRO].


4 . No local que definiu para guardar as transferências, surgirá o executável do software com o nome [zacbrowser.exe]. Clique nesse executável para começar a instalar o programa.


5. No seguinte aviso de segurança clique na opção [EXECUTAR].


6. No passo seguinte poderá dar início à instalação do software, cliquando na opção [NEXT].


7. Na caixa seguinte, assinale a opção em que aceita o contrato de licença (1), clicando de seguida na opção [INSTALL] (2).


8. O processo de instalação decorre muito rápido.


9. Depois de concluido o processo de instalação resta clicar na opção indicada para finalizar a instalação.


10. No seu ambiente de trabalho irão surgir quatro novos atalhos, dos quais falaremos num artigo futuro. O ZAC browser está instalado e pronto a funcionar.


@protejainternet

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Browsers para crianças - 2

No artigo de hoje trazemos o browser KidZui, uma outra boa opção para uma iniciação segura à Internet. Este browser ou navegador é muito idêntico no seu conceito de funcionamento ao apresentado anteriormente o KidRocket. Existe também um plugin para o browser Firefox, que ajuda a transformar o Firefox num browser seguro para crianças, num artigo futuro veremos como aplicar esse plugin.
Para instalar o KidZui, iniciaremos então a instalação passo a passo:

1. Aceda ao endereço www.kidzui.com. Clique na opção [DOWNLOAD NOW] (1). Surgirá então uma caixa com a opção para descarregar o ficheiro clique então na opção [GUARDAR FICHEIRO] (2).


2. Depois de finalizar o download, surgirá na área que definiu para as transferências um executável com o nome [kidzui_installer.exe]clique sobre esse ícone e instale o software.


3. Aparece de seguida uma caixa de aviso, para que possa confirmar a instalação do programa, clique na opção [EXECUTAR] para instalar.


4. No passo seguinte clique na opção [NEXT]


5. No passo seguinte, é apresentada a pasta de instalação do programa (1), tem também a opção de escolher uma outra localização para a instalação (2), de seguida clique na opção [INSTALL] (3).


6 . Neste último passo de instalação, poderá decidir executar de imediato o programa mantendo a opção (1) assinalada e cliquaqndo na opção [FINISH] (2) para concluir.


7 . No ambiente de trabalho do seu computador aparecerá o ícone do Kidzui,que está pronto a funcionar.


@protejainternet

sábado, 11 de setembro de 2010

Browsers para crianças

Para quem deseja iniciar os filhos na correcta utilização da Internet existem algumas soluções que podem ajudar. Os browsers ou navegadores gráficos permitem uma utilização saudável e protegida, estes browsers contém ferramentas de controlo de que permitem que as crianças apenas acedam a conteúdos protegidos.
A única pecha prende-se com o facto de a linguagem ser preferencialmente o Inglês, o que poderá dificultar a sua utilização, no entanto com alguma dedicação e supervisão parental as crianças poderão começar a desenvolver competências na utilização da Internet. Nos próximos artigos, exploraremos as caraterísticas de três browsers gratuitos existem no entanto vários outros browsers cujo acesso implica pagamento para aquisição do software.
No artigo de hoje veremos o browser KidRocket e a sua instalação.

1. Na barra de ferramentas do seu navegador, digite o endereço http://kidrocket.org/ (1)


2. Seguidamente clique na opção [DOWNLOAD] (1)


3. Na página seguinte clique novamente na opção [DOWNLOAD] (1), que o irá redireccionar para o endereço onde está alojado o software.


4.Neste passo o seu navegador é direccionado para o endereço de alojamento do software (1), de seguida clique na opção [DOWNLOAD NOW] (2).


5.O passo seguinte implica transferir o software para o seu computador, para tal, clique na opção [SALVAR ARQUIVO] (1), na caixa de downloads.


6. Depois de concluida a descarga ou download do arquivo, no ambiente de trabalho do seu computador ou na área que usa para armazenar as transferências surgirá o ícone do executável do programa, clique nesse ícone para instalar o software.


7. Depois de clicar no ícone do programa, irá surgir uma caixa para que dê permissão para a instalação do software. Clique na opção [EXECUTAR] (1).


8. Após executar o programa surgirá a consola do browser, cujo funcionamento analisaremos num artigo próximo.


@protejainternet

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O Ciberbullying Magoa!

video

in, www.keepcontrol.eu

@protejainternet

Bullying em Mirandela o desfecho!



Foi ontem comunicada a decisão da Câmara de Mirandela de arquivar o processo contra o porteiro da escola dessa cidade que estava a ser inculpado na sequência do conhecido caso do aluno que vítima de bullying decidiu atirar-se ao rio.
O arquivamento de tal processo não espanta, outra coisa não seria de esperar, até porque como já escrevi, o porteiro será o menos culpado de todos, até porque conforme ao acórdão de arquivamento, o porteiro para além de ter de cumprir outras tarefas, e ainda segundo o acórdão, não teria recebido directivas precisas sobre como actuar.
O final patético desta farsa jurídico, é bem representativa da falta de responsabilidade e completo laxismo que enxameiam transversalmente a nossa sociedade no que concerne ao grave problema do bullying e do ciberbullying. No caso do infeliz menino, a culpa está estampada, ou deveria estar, no rosto de todos os torpes intervenientes, Ministério, escola, associação de pais, alunos e Câmara, são esses os verdadeiros culpados, por actos de incompetência de laxismo e pela mais completa e vergonhosa falta de responsabilidade.
O caso do Leandro deveria e poderia ter dado azo, a uma remodelação da maneira de pensar e de agir, de quem tem responsabilidades governativas, curiosamente não, barafustou-se muito, atirou-se poeira aos olhos da malta e pouco mais, este infeliz caso foi mais um exemplo patético, da falta de educação que grassa neste país.
Consulte a notícia aqui!

@protejainternet

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Código 9



Há já alguns anos, uma técnica chamada “Código 9” foi desenvolvida e distribuída entre os adolescentes e crianças via mensagem de correio electrónico. Nessas mensagens iam descritas técnicas para ajudar a disfarçar e esconder as mensagens e conversas tidas nas chatrooms em especial esconder esse conteúdo da supervisão dos pais e ou de outros adultos. Essas técnicas ressurgiram recentemente estando agora a ser distribuídas através de redes sociais como o Facebook e o Myspace.
De acordo com o último relatório de segurança publicado pela empresa Panda, datado de Junho deste ano, um em cada três adolescentes já entraram em contacto com estranhos através das redes sociais, ocorrência que não passa despercebida às mentes criminosas, que irão com certeza explorar essa característica para entrar em contacto com as crianças.
Curiosamente, quando se visitam perfis e páginas criadas para espalhar as técnicas do “código 9" entre os seguidores e amigos existentes nesses perfis, não aparecem muitos jovens. Em boa verdade acontece precisamente o oposto, que nos dá uma indicação quanto ao tipo de pessoas que estão interessadas em distribuir este tipo de informação.
O “código 9” 'em si é muito simples, ele diz às crianças e aos adolescentes que para esconder as suas conversas em salas de chat ou mensagens, tudo que eles precisam fazer é falar ou escrever o número "9", sempre que seus pais ou responsáveis estão por perto. A pessoa do outro lado, muda então rapidamente o assunto ou exclui qualquer informação trocada. Durante os períodos de férias, muitas crianças e adolescentes passam mais tempo do que o habitual no computador esse é um bom momento para garantir que as crianças estão a utilizar a Internet da forma mais segura e responsável possível. A melhor maneira de conseguir um uso seguro e responsável é existir entre pais e filhos um relacionamento baseado na confiança, também ajuda ter um produto de segurança de Internet que permite aos pais restringir o acesso a sites indesejáveis.
Outros conselhos de utilização, são os de sempre.
1-Conheça as contas de redes sociais dos seus filhos.
2-Vigie os "amigos", tente saber quem são
3-Em casos suspeitos contacte a Polícia Judiciária

@protejainternet