segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ataque de Ameaça Combinada ou Blended Threat




Os criminosos sabem que a maioria dos utilizadores, estando cada vez mais alerta, são cada vez menos propensos a abrir uma mensagem de correio electrónico vinda de um desconhecido ou clicar num URL suspeito, daí que os cibercriminosos tenham começado a pensar de forma inovadora congeminando e desenvolvendo novas formas, menos óbvias para espalhar malware.
Os criminosos tentam actualmente, influenciar o comportamento dos utilizadores, para isso fazem uso de alertas sobre cartões de crédito, lançam mão de pesquisas de serviço de cliente efectuadas por marcas de produtos conhecidas, links para vídeos de amigos ou outras mensagens aparentemente legítimas.
O que são ataques de ameaça combinada?
Estes ataques dissimulados parecem inócuos aos olhos dos utilizadores, no entanto o malware espalha-se pelos seus sistemas através de uma combinação de métodos. A maioria das ameaças combinadas usa a mensagem de correio electrónico para iniciar um ataque, apesar de nenhum vírus vir anexo à mensagem.
Ao invés, os cibercriminosos incluem um URL que parece legítimo para convencer os utilizadores a clicar, o que desencadeia de imediato uma descarga ou download do malware, esse download é automático e sem detecção. A maioria das vezes, os utilizadores inadvertidamente, ajudando os criminosos, espalhando estes ataques, enviando as mensagens de correio electrónico com os links para sites populares que estão infectados com malware.
O que fazer?
1. Possuir instalado no seu computador software antivírus, firewall e antispyware, sempre actualizados.
2. Possuir palavras chave seguras.
3. Manter todos os programas actualizados.
2. Perceber os riscos deste e de outros tipos de ameaças.
3. Perceber que os antivírus, firewall e antispyware não são cem por cento efectivos.
4. Conhecer os riscos, perceber os esquemas e ter bom senso na utilização do correio electrónico.

@protejainternet

Nenhum comentário:

Postar um comentário