sexta-feira, 17 de abril de 2015

Sim por um registo nacional de pedófilos






           A existência de um registo nacional de pedófilos, tem gerado uma imensa polémica, nalguns meios, onde ainda grassa uma inexplicável falta de noção de decoro e bom senso.
Não conseguimos entender, que um dos maiores flagelos da humanidade, o abuso de crianças, pareça passar pelas malhas da sociedade portuguesa sem qualquer escrutínio e pior sem o devido tratamento que lhe deve ser dado, apesar dos muitos e mediáticos casos ocorridos na última década apenas.
Em Portugal as crianças são muito mal tratadas, em especial se pensarmos que estamos num pretenso país europeu, desenvolvido e civilizado, ora nada mais longe da realidade, somos europeus apenas pela geografia, desenvolvidos tecnologicamente quanto baste e muito pouco civilizados.
A defesa das crianças deveria estar no topo das prioridades de qualquer governo, infelizmente, no caso do actual governo isso não parece sequer figurar nas prioridades quanto mais ser uma preocupação de topo.
No entanto, apesar de tímida, titubeante e com os paninhos quentes normais desta sociedade medíocre, lá apareceu alguém com coragem suficiente para fazer alguma coisa e saudemos essa iniciativa.
Apesar de no nosso entender a legislação de suporte a esta boa ideia, pecar por excesso de garantias para os criminosos, como aliás é apanágio da legislação nacional, vale mais algo, mesmo que mal feito do que nada.
Já são cerca de quatro dezenas(1), os países como iniciativas semelhantes, ou onde o processo se encontra em discussão. A Interpol dispõe de um mecanismo conhecido por “Green Notice”(2) que se destina a partihar informação sobre criminosos condenados que viajem para outros países, onde o mais provável é a continuação dos actos criminosos. Como demonstrado num estudo de 2010(3), o abuso de crianças utilizando as ferramentas da Internet, não diminui e revela antes uma tendência para aumentar.
Seria necessária uma política concertada e séria para combater o flagelo do abuso, a União europeia dispõe de uma directiva, a directiva 2011/92/EU(4), no entanto, como não existe uma verdadeira cooperação dentro da EU a este e outros níveis onde a partilha de informação sobre predadores sexuais e pedófilos seria essencial, quem saí a perder são as crianças, serão necessárias medidas mais pró activas e centradas na defesa das crianças ao invés da defesa dos criminosos como até aqui. Medidas essas que necessitam de um consenso mundial mais alargado.
A um outro nível a literacia digital, anda pelas ruas da amargura em Portugal, apesar de existirem algumas iniciativas de índole governamental, o que se faz é exíguo e pouco eficaz, seriam necessárias muitas horas de cariz informativo e formativo, fora de gabinetes com ar condicionado, a percorrer o país em escolas, municípios, associações de país e por aí adiante para despertar a consciência das populações e dotar os utilizadores de uma melhor literacia digital, infelizmente como noutras áreas vigora a política do faz de conta.
Não será preciso aduzir especiais razões para acreditar que esta é uma boa medida, basta pensar na segurança das crianças, basta pensar que estamos num país onde infelizmente as pessoas contam tão pouco.

@protejainternet


(1) Global Overview of Sex Offender Registration and Notification Systems, 2014 acedido em 15-04-15, disponível em, www.smart.gov/pdfs/GlobalOverview.pdf.


(3)Aiken, M., Moran, M., & Berry, M. J., Child abuse material and the Internet: Cyberpsychology of online child related sex offending, 2011 acedido em 14-05-15, disponível em, http://www.interpol.int/Media/Files/INTERPOL-Expertise/IGLC/Child-abuse-material-and-the-Internet.

(4) Directiva 2011/92/EU, acedido em 15-04-15, disponível em, http://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=CELEX:32011L0093

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Alerta de e-mail falso do Facebook!

Um dos nossos leitores enviou-nos este email que recebeu, indagando sobre a sua fiabilidade.  É claramente uma mensagem forjada, as hiperligações redireccionam o utilizador para páginas onde um software malicioso é imediatamente descarregado para o computador do utilizador.

! Não clique nunca nas ligações deste tipo de mensagens!

@protejainternet